Delta Air Lines realiza primeiro voo totalmente testado para covid-19




Hoje (15), a Delta realizou o primeiro voo entre Atlanta e Amsterdã totalmente testado para covid-19, isentando os passageiros de quarentena na chegada. A iniciativa é fruto de parceria com a KLM Royal Dutch Airlines, o Aeroporto Schiphol (Amsterdã), e com o Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson (Atlanta). A Delta também realizará voos testados para Roma, na Itália, a partir do próximo sábado (19).


“As viagens aéreas são a espinha dorsal da economia global. Em tempos normais, ela sustenta mais de 87 milhões de empregos e contribui com US$ 3,5 trilhões em PIB em todo o mundo. A chegada de uma vacina é uma notícia fantástica, mas levará algum tempo para que ela se torne amplamente disponível em todo o mundo. É por esta razão que trabalhamos incansavelmente com as autoridades e nossos parceiros para criar um plano para corredores de viagens que permitirão o retorno das viagens aéreas com segurança”, afirmou o vice-presidente sênior de Alianças e Internacional da Delta, Perry Cantarutti.


Os voos testados para Amsterdã partirão quatro dias por semana, com Delta e KLM operando com duas frequências cada. A Delta, por sua vez, operará voos para Roma três vezes por semana. Esses voos são identificados no processo de reserva do site da aérea Delta.com para que os clientes possam ver quais voos exigem o novo processo de teste.


Ambos os programas de teste estarão disponíveis para todos os cidadãos autorizados a viajar para a Holanda ou Itália por motivos essenciais, como por certos motivos específicos de trabalho, saúde e educação. Os clientes que estão em trânsito via Amsterdã para outros países ainda deverão seguir os requisitos de entrada e qualquer quarentena obrigatória em vigor em seu destino final.


4 visualizações0 comentário