Azul, Gol e Latam transportarão de graça vacinas no País

As empresas aéreas Azul e Gol anunciaram que irão transportar gratuitamente as vacinas contra covid-19 dentro do plano nacional de vacinação, que estima as primeiras doses para 2021.





“A Azul tem servido o Brasil com muita dedicação nos últimos 12 anos, trazendo serviços aéreos essenciais para mais de 100 cidades. Agora, estamos prontos para fazer a nossa parte e apoiar o País na desafiadora e complexa missão de distribuir vacinas em todo o território nacional. Por meio das operações da Azul Cargo Express, temos a capacidade única de transportar vacinas com segurança e eficiência para cidades e comunidades em todo o País. Estamos colocando à disposição espaços de carga gratuitos em nossa malha de rotas regulares para qualquer autoridade governamental no Brasil”, disse o presidente da Azul, John Rodgerson.


“Sabemos da importância dessa missão e queremos incentivar todas as empresas de logística e transporte do Brasil a fazerem o mesmo. Agora é a hora de todos trabalharmos juntos e apoiarmos o Brasil”, completa Rodgerson.


GOL

“Toda a ampla malha de voos da companhia terá espaço na aeronave para levar os produtos a todos os pontos necessários, em conjunto com a GOLLOG. Esta é mais uma ação coordenada da Gol de solidariedade no combate à pandemia”, disse a empresa em comunicado.


“A Gol foi e é a primeira a transportar gratuitamente profissionais de saúde que estão a trabalho, reitera que a saúde, o bem-estar e a segurança de todos, incluindo seus clientes e colaboradores, são valores incontestáveis”, finaliza a empresa presidida por Paulo Kakinoff.


LATAM

O Grupo LATAM Airlines vai colocar à disposição das autoridades de Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru o transporte gratuito de vacinas contra a Covid-19 em seus voos domésticos regulares, assim que elas estiverem disponíveis. O transporte dos remédios acontecerão por meio do programa Avião Solidário que, desde março deste ano, já transportou gratuitamente mais de 900 profissionais de saúde, além de 400 pessoas com necessidade de atendimento médico urgente e mais de 700 órgãos e tecidos.


De acordo com a aérea, desde agosto, uma equipe com mais de 20 funcionários da Latam Cargo tem planejado e adiantado os possíveis cenários para o transporte, levando em consideração o País e o destino, a infraestrutura dos aeroportos e a logística necessária para a preparação do transporte das vacinas. Atualmente, a empresa conta com 30 pontos de recebimento de insumos médicos em todo o mundo, incluindo Europa, Estados Unidos e Chile, além de outros quatro que pretende habilitar na China.


“Durante toda esta crise sanitária mundial, não medimos esforços para colaborar com as comunidades dos países que atendemos por meio do nosso programa “Avião Solidário”. Estamos felizes em anunciar que as operações domésticas da Latam estarão disponíveis para apoiar de forma totalmente gratuita a distribuição das vacinas, segundo o que determinarem as autoridades do Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru”, disse o CEO do Grupo Latam Airlinesm, Roberto Alvo.


0 visualização0 comentário